fbpx

O bloqueio criativo é algo que afeta desde iniciantes até profissionais experientes da fotografia. De maneira geral, quando nos sentimos afetados por ele, não gostamos de nada do que produzimos e, nos casos mais extremos, nem conseguimos produzir nada.

Esse tipo de situação acaba prejudicando o fluxo de trabalho, principalmente se existem trabalhos agendados e, dependendo do cliente, não existe possibilidade de remarcação, pois o prazo tem que ser cumprido.

Bloqueio Criativo - insatisfação

O bloqueio criativo nos limita e nada do que fazemos parece bom o bastante. Foto por Yan Krukov / Pexels.

Então, como lidar com o bloqueio criativo? É isso que discutiremos a seguir.

Assuma a sua vulnerabilidade

Somos seres humanos e por isso não devemos encarar o bloqueio criativo como uma falha, mas sim como algo que faz parte da nossa rotina. A criatividade é como uma energia que precisa ser recarregada de tempos em tempos, e o bloqueio pode ser um sinal de que precisamos de uma pausa.

A pausa é importante pois quando você descansa a sua mente, além de recarregar as energias, consegue enxergar o problema com uma perspectiva diferente. Com essa nova visão, fica muito mais fácil encontrar novas alternativas para resolver o bloqueio, e assim os trabalhos voltam a fluir.

Desenvolva um processo

 

Desenvolva uma metodologia que faça sentido para você e que você siga sempre que for fotografar.

Por exemplo, o tipo de luz a ser usada, a fotografia será com pessoas ou objetos, o tipo de locação que vai te ajudar a obter o resultado que pretende, se você precisará de equipamentos extras, é necessário um assistente ou dará conta sozinho, como você vai fazer para se deslocar até o local, se precisa chegar com antecedência para configurar algo antes…

Ao ter um processo em que você pode confiar, chegar ao resultado desejado é mais fácil e objetivo, e causa menos ansiedade e nervosismo antes e durante o trabalho.

Bloqueio Criativo - processo

O processo é um passo a passo que te orienta e reduz as suas dúvidas na hora de fotografar. Foto por Sander Dalhuisen / Pexels.

Crie desafios para você mesmo

 

Uma das coisas que mais ajuda no estudo de um fotógrafo é colocar o seu aprendizado à prova com desafios. E esses desafios não precisam ser nada mirabolantes que precisem de um esforço enorme para cumprir; podem ser simples tarefas que você se dá ao longo da semana.

Se você quer fotografar pessoas, mas ainda tem vergonha, se desafie a fazer um autorretrato ou fotografe as pessoas da sua família. Se quer aprender sobre cores, tente fotografar apenas uma cor durante a semana ou que tudo o que você enquadrar na foto tenha no máximo 2 cores. Estude como a velocidade do obturador pode ajudar a congelar ou borrar um movimento. Procure elementos que se movam rapidamente para tirar várias fotos até chegar no resultado desejado.

Portanto, lembre-se sempre: você vai aprender muito mais com os erros do que com os acertos. Então, não tenha medo de tirar uma foto ruim, pois o mais importante é praticar sempre para que você consiga dominar a fotografia.

Assim você estimula a sua criatividade e fixa o aprendizado com as práticas.

Busque inspiração em fontes diversas

 

Nestes tempos de internet, muitos de nós já ouvimos como sugestão seguir outros perfis de fotógrafos que tenham um estilo parecido com o que a gente quer alcançar para servir de referência, e também ver o que anda rolando no Pinterest pra ter uma noção do que pode ser incorporado em nossos trabalhos.

Mas saiba que nem toda a inspiração deve vir da fotografia. Se você se cerca apenas de referências fotográficas, pode deixar passar oportunidades incríveis que estão presentes em outras mídias. Só para exemplificar, obras de arte, música, cinema, e até conversas podem ser inspiração para os seus trabalhos.

Pintores estudaram a luz como ninguém. Escultores dominaram técnicas que os permitiram reproduzir a anatomia humana em suas obras. Cineastas sabem usar os ângulos e cores para te prender em uma história. E os escritores conseguem criar universos que prendem você em seus enredos.

Por isso, é muito importante para fotógrafos buscarem inspiração não apenas na própria fotografia, mas também em outras fontes! Ou seja, use filmes, séries, livros e até mesmo na natureza ao seu redor – buscar inspiração fora da fotografia vai te ajudar a se diferenciar da maioria e a ter um trabalho único!

Bloqueio criativo - inspiração

A inspiração pode vir das mais variadas fontes. Foto por Pixabay / Pexels.

Use aquilo que você gosta a seu favor, e se inspire!

7 Dicas para se manter sempre inspirado e criativo

 

Para finalizar este artigo, deixo como sugestão esse vídeo onde você verá 7 dicas bem legais para quem já está passando por um bloqueio criativo, mas quer continuar inspirado e criativo na fotografia ou qualquer outra área profissional.

Aproveite para continuar a conversa usando a sessão de comentários aqui do blog. Deixe a sua dúvida e vamos conversar.

Até o próximo conteúdo aqui no Aprenda com Paulo!

Leave a Reply